Convensa ganha contrato de execução da plataforma ferroviária que passa por Totana (Múrcia)

26/07/2022

Convensa ganha contrato de execução da plataforma ferroviária que passa por Totana (Múrcia)

A Convensa ganhou a empreitada de execução da plataforma ferroviária que passa por Totana, na linha Múrcia-Almeria, pertencente ao Corredor Mediterrâneo.

A empreitada, com prazo de execução de 30 meses e orçamento de 184 milhões de euros, contempla a execução das obras num troço de 9,9 km, em que serão construídos 6 viadutos, 4 passagens superiores e 2 passagens inferiores e 56 obras de drenagem.

Graças a este projeto, é dado um novo impulso ao Corredor Mediterrâneo, com ações que promovam e avancem na construção dessa infraestrutura estratégica.

As obras adjudicadas serão executadas num troço de 9,9 km que percorre integralmente o concelho de Totana. A construção de uma nova estação intermodal está prevista para substituir a atual. O novo traçado coloca a estação da Totana no quilómetro 227/690, a cerca de 500 metros da existente. A plataforma projetada corresponde a um traçado de via dupla, adequada para tráfego misto (passageiros e mercadorias) e preparada para velocidades superiores a 300 km/h.

O troço, dada a sua extensão e o seu desenvolvimento pela zona periurbana da vila de Totana, acarreta inúmeros efeitos nas instalações de serviço, abastecimento, saneamento e rega.

O novo HSL insere-se no Corredor Mediterrâneo, uma infraestrutura crítica para a região e para o país, alinhada com a estratégia de recuperação europeia que tem direcionado os seus recursos para projetos que vão promover a economia verde e digital e contribuir para o desenvolvimento da indústria e tecido produtivo das regiões.

Todas essas ações contribuem para o alcance de diferentes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), como o número 9, que tem entre seus objetivos o desenvolvimento de infraestruturas confiáveis, sustentáveis e de qualidade, e o 11, que busca promover transportes acessíveis e seguros.

A Convensa está actualmente a executar dois troços correspondentes às Linhas Nijar-Rio Andarax e Totana-Lorca que, juntamente com os túneis Sorbas e Alhama-Totana construídos na primeira fase, fazem do Grupo FCC um protagonista no desenvolvimento do Corredor Mediterrâneo.